Wednesday, May 06, 2009

De cabelo curto ou longo. Loira, morena, gordinha, mais magra, alegre, triste. É incrivel o que fotos podem fazer com a gente. Elas tem o poder de curar ou de fazer doer, de amortizar ou de latejar. Elas recriam cenas, elas aguçam a imaginação já cansada. Elas nos levam de volta àquilo que já fomos e o que queríamos ser. Elas nos transportam àqueles lugares que amavamos, mas não reconheciamos, àqueles cantinhos que nos curaram tantas vezes.

Assim também são as músicas. Elas acionam o cerebro e assim lembramos exatamente daquele momento. As músicas nos acalmam, nos amparam e nos fazem chorar. Versos que nos decifram, palavras que rimam com coisas insignificantes que nos são tão significativas. Musicas que marcam épocas, períodos, eras. Ritmos que nos fazem dançar e nos fazem lembrar de como um dia já dançamos. Trilhas sonoras de filmes, de novelas, da nossa própria vida.

Assim também são os cheiros. O cheiro de feijão que só a sua mãe sabe fazer. O perfume predileto dela que mesmo você não gostando muito, te da uma sensação maravilhosa toda vez que você sente. O cheiro de um lugar, até o cheiro de ar condicionado de uma loja de departamento ou de um produto de limpeza que só aquele lugar usa. Um cheiro de alguém. Alguém que as vezes nem usa perfume. Um cheiro de uma flor. Uma flor que você nunca mais vai esquecer e talvez nunca mais vá encontrar.

Uma foto. Uma música. Um cheiro.

Estou tentando reencontrar uma Alline perdida. Por isso vasculhei fotos, ouvi músicas, abri perfumes. Fui lá no fundo pra lembrar daquela Alline. Lembrar de certos sonhos, lembrar de certas vontades. Lembrar de que ela já foi mais feliz. Mais otimista, mais estilosa, mais jovem, mais leve. Lembrar que um dia tudo o que ela fazia levava certa graça e certo carisma. Lembrar que ela já foi engraçada, já foi forte, já foi mais mansa. Tentei também esquecer. Das contas, das alergias, das dores e das consequências. Tentei buscar lá atrás soluções. Porque respostas já não quero mais. Nem conclusões. Quero soluções, quero decisões. Quero e preciso. Preciso daquela força, preciso daquela garra, preciso voltar a vencer. Voltar a ganhar. Ganhar fé em mim e na vida.

E pois é. Esse ano eu falei em ficar em mim. Mas já sai de mim. E não foi ninguém que me tirou de mim mesma. Dessa vez a culpa é toda minha. Eu sei lá onde fui parar. Eu sei lá o que fui fazer que não voltei ainda. E cada vez que olho na janela pra saber onde estou, percebo o quanto longe de casa eu me encontro e o quanto esta difícil achar o caminho de volta pra casa. Mas sempre foi assim. Na minha vida essas coisas são ciclicas. Eu fico mal, mal, mal, muito mal. Eu engordo, eu me fecho, eu me isolo. Ai eu fujo. Gasto tudo, vou pra longe, tento reconstruir em outro lugar. Ai eu melhoro devagar. Ai eu sinto falta do lugar de antes. Ai eu volto. AI eu fico mal, mal, mal. Mas ai eu cavo lá no fundo até achar alguma luz. Ai eu acho. Ai eu melhoro, melhoro,melhoro, melhoro. E ai eu esqueço de como já fiquei mal algum dia. E ai eu vou descendo, descendo, descendo tudo de novo...até ficar mal de novo. E depois começa tudo outra vez. Só que dessa vez eu quero parar. Já não posso mais né! Já não posso me dar esses luxos de ficar caindo e levantando toda vez. Preciso aprender a cair, mas cair menos, a levantar, mas não querer voar quando isso acontecer. Preciso aprender a equilibrar. Chega uma hora que cansa o 8 ou 80. Preciso ter em mente o que já fui, o que sou e acima de tudo o que quero ser. Preciso reler meus escritos pra que eles me lembrem o que um dia eu já pensei. Preciso rever minhas fotos para que elas me mostrem as Allines que eu tenho em mim e que são muitas e que elas podem ( e devem!) viver juntas, em equilibrio. Preciso ouvir mais minhas músicas, para que elas deem o tom e a cor certa para a minha vida caminhar com ritmo e graça. Preciso sentir o cheiro das coisas boas que me motivam e das coisas que me desmotivam.

Preciso fazer alguma coisa da minha vida. Rápido.

1 comment:

Alessandra said...

LLi querida....
Qta coisa rolando nesta cabecinha hein?
Se precisar conversar, me ligue.
Bjs
Ale