Monday, October 13, 2008

O poder ou o "não-poder" da alegria.

É engraçado né? Não importa o que você faça, não importa o quanto você não se envolve nas coisas, mas algumas pessoas simplesmente nasceram pra serem invejadas ou para serem envolvidas em algo que não esperavam.

A minha vida sempre foi marcada por essas pequenas coisas. De onde eu menos esperava vinha um comentário ruim ou algum olhar maldoso querendo acabar com meu sorriso alegre e minha vontade de abraçar o mundo.

Porque é isso que meu sorriso tende a ter. Uma vontade imensa de conectar o meu coração com o coração das outras pessoas, a minha alegria, a minha vontade de viver com a alegria ou a não-alegria das outras pessoas.

Mas, infelizmente não é todo mundo que entende isso. É preciso ter bondade e ter coragem pra admitir que outra pessoa só lhe quer bem. É preciso ter força e garra pra admitir que você pode não ser tão bom(a) quanto aquela pessoa que lhe sorri.

Mas não dá pra agradar a todos. Velha frase, verdade absoluta: nem Jesus agradou a todos. Como eu quero fazer isso, certo?!

O importante é que eu tenho a minha consciência em paz e que cada dia mais eu me encontro com um eu, cada vez mais maduro, cada vez mais seguro, cada vez mais certo de onde quer chegar!

Espero que você esteja no mesmo caminho que eu!

"Os homens estão sempre dispostos a coscuvilhar e a investigar sobre vidas alheias, mas têm preguiça de conhecerem a si mesmos e de corrigirem as suas próprias vidas." Santo Agostinho

2 comments:

Vanessa said...

Embora Dalai Lama tenha dito que os homens possuem uma bondade inata, perfeito ninguém é! Nem tds vão gostar da gente, e devemos respeitar, pois tb nós não gostamos de td mundo... e viramos a pg, o que não podemos é perder tempo! E para aqueles que gostam de estragar a alegria alheia...
...continuemos sorrindo, quer coisa pior? rs
Bjos

Hudson said...

Oi Aline, não sei se lembra de mim. Hudson, de São Paulo. Belíssima, sua forma de falar concretamente de algo subjetivo que impele a humana. ´interessante eprceber que o amigo o é, não na hora da dro, talvez é mais fácil pela compaixão; mas umamigo de verdade é aquele que sabe se alegrar conosco e sorrir o nosso riso. Saiba que alegro-em com seu sorriso e trilho esse seu caminho, de querer abraçar o mundo que cabe dentro de mim. Um gde beijo, Hudson Souza Roza http://hudsonroza.zip.net