Saturday, October 04, 2008

Porque sair do orkut!

Here we go!!! Eu voltei!! Mudei o nome do site, muito contrariamente, diga-se de passagem, já que não tinha a mínima pretensão de ficar aqui no Brasil tanto tempo.... Mas as coisas mudam, as vontades vêem e vão e junto delas os sonhos, ora construídos, ora destroçados, e aqui estou pra começar a colocar em palavras aquilo que meu coração esta cheio. Pensamentos, sentimentos, palavras engasgadas, verbos não conjugados, vidas que não se cruzaram, vidas que infelizmente se cruzaram. Uma mistura de desejos, açoes, e vontades que foram colocadas para fora, ou que ficaram dentro de mim como passarinho engaiolado, como aquele passarinho solto que não queria sair da gaiola(essa é para antigos leitores, diria eu!)

A idéia é ficar por aqui e me desfazer aos poucos do orkut. Não porque estou vendo coisas lá que me incomodam, porque deixo minha bina sempre ativada pra não correr o risco de cair em profiles indesejados. Não porque as pessoas anda futricando na minha vida, já que só adiciono quem quero, meeeeeeesmo, e excluo sem dó nem remorso aqueles que já não quero que façam parte da minha vida. Não porque tenho gastado mais tempo naquelas páginas azuizinhas ou porque ele tem me prendido em frente à tela mais do que eu gostaria.

Sim porque consigo ver cada vez mais com clareza o quanto as coisas pioraram depois que as relações se automatizaram pelo orkut. Sim porque consigo enxergar a minha falta de consideração com certos amigos que eu ligava com mais frequência e que hoje não me dou ao luxo nem de responder um scrap. Sim porque a inveja entra pela sua página, mesmo sem querer entrar, é inerente ao homem sentir inveja, faz parte de sua essência, faz parte do que se é, do que se quer ser, daquilo que se foi. Sim porque minha idade (lá vem eu com esse lance de idade...rs) já me permite querer certas coisas para minha vida e a não querer outras. E o que hoje percebo é que cada vez mais quero me inserir no mundo real, no mundo que une corpos e não palavras, num mundo que realça idéias e não comunidades, num mundo de memórias presenciais e não fotográficas, um mundo de opiniões coerentes e não achismos.

E é isso que o orkut, na minha opinião, faz. Ele pode te colocar em encontro com pessoas da sua infância, mas ele pode fazer vc descobrir que seu namorado de 3 anos tem outra namorada, que ele coloca como "amor da minha vida", nas fotos e nas mensagens que os dois trocam via scrap. Você pode reencontrar amigos ou paqueras antigos, e ai você pode descobrir que esses antigos amigos fazem parte de alguma seita, algum partido corrupto, ou estão morrendo de fome, ou estão podre de ricos e vc continua ai, na mesma. Você pode reencontrar um professor que vc gostava muito,um aluno que vc sempre teve curiosidade de saber como está, alguém que trabalhou com vc, mas vc esqueceu de pegar o telefone. E ai vc pode perceber que as conversas serão altamente superficiais e que geralmente ficará no "vamos marcar de nos encontrar", "vamos combinar tal coisa", "um dia desses a gente combina, aquele chop" e blábláblá, tudo o que eu mais odeio nas relações atuais. As promessas que nunca cumprimos.

Você pode achar aquele gatinho que estuda na mesma sala que você, ou aquele colega de trabalho que vc gostaria de se reaproximar, mas não tem porquê nem como, então é so adicionar no orkut, ou se vc é mais descarado(a) (ou curioso(a) ai vai o que vc prefere) e tira a bina e entra lá só pra saber "como ele ou ela" é. Ai vc vê as melhores comunidades no profile daquele cara que só tem fotos do bem, aparentemente está solteiro, os scraps são todos divertidos e do bem também, e ai vc descobre que as meninas que este cara está afim nem escrevem no orkut dele, que ele tem aquele bando de comunidade fofinha, mas é um bobão imaturo e que aquela balela toda de "adoro namorar", "eu não sou pra qualquer uma" e "se não me quer não me enrole", é só pra atrair mais clientela, mais menininha em seu orkut.

Você descobre que a mãe do seu melhor amigo trai o pai dele com um amigo seu, ou que sua tia esta sendo traída pelo seu tio com uma secretária ou que vão te mandar embora por má conduta ou comunidades que não são ditas como boas. Você descarta completamenente aquele cara que vc conheceu num show e que rolou uma conversa super agradável, só porque ele tem comunidades esdruchulas, ou como posso dizer, que não estão de acordo com aquilo que você considera aceitável para ser um candidato a entrar na sua vida. Você deixa de ligar para as pessoas, você não precisa mais perguntar se as pessoas estão ou não namorando, o orkut e suas atualidades denunciam. Você não precisa falar que já foi pra Europa ou já foi morena, magra ou mais gorda. As suas fotos, no seu orkut denunciam. As pessoas já sabem onde vc estudou, onde vc mora, elas já sabem quem são seus amigos, o que você gosta ou o que você deixa de gostar.

Enfim, você se torna parte de um mundo que julga ser real, que você nunca precisou antes (como o celular) mas que agora não pode viver mais sem.

É por isso que estou me desconectando do orkut. Vou sair aos poucos, quero ter tempo de escrever para as pessoas, de adicioná-las no msn, de pegar o telefone de cada um, enfim quero me conectar realmente com essas pessoas, ai quando conseguir isso, catapuft eu tirarei tudo.

Mas por hora fico aqui, colocando em palavras e desejando que você se encontre assim como eu estou fazendo.

Desejando que você se cure, como eu estou me curando. E que você encontre a paz, assim como eu encontrei.

See you soon!!!

7 comments:

Danilo said...

Primeiro a comentar no seu blog ressuscitado! Iei!

Lli, gostei da reflexão, ela faz bastante sentido. você escreve bem, e faz falta !!
Bjão!

Helder said...

Eu prefiro muito mais trocar scraps do que ver pessoas de verdade e ter conversas de verdade com elas. Droga, agora vou ter que ir pra São Paulo pra te ver? :P

Cristiana said...

Belo post, querida, parabéns! O mundo virtual pode mesmo atrapalhar a nossa vida... Eu mesma estou querendo te escrever desde segunda retrasada, mas passei uma semana praticamente desconectada por conta da Net. Obrigada pela presença linda no meu niver. Espero que eu seja uma das pessoas com quem vc pretende manter um contato mais real -- inclusive porque, diferentemente destes dois senhores que comentaram antes de mim, eu moro em Sampa. rsrs Bjs.

Anonymous said...

Sei que não me conhece, mas não resisti a ler esta crítica absolutamente verdadeira ao Orkut. Concordo com tudo que disse.
Boa sorte!

http://pescadordepensamentos.blogspot.com

Anonymous said...

Sei que não me conhece mas não resisti a leitura desta crítica "pontual" sobre o Orkut. Reflexões como esta são fundamentais.
Boa sorte!

Adriano

http://pescadordepensamentos.blogspot.com

RAFAEL said...

ou como assim !!!
vc foi embora mesmo !!!
não acredito !!!
q triste...

Nuno Henrique said...

Oi Lli!
Acho legal sua atitude, quando feita com bastante coerencia e reflexão.
Orkut acaba nos expondo mesmo e nem todo mundo se sente a vontade com isso.
Alem de Blog ser um canto seu, onde vc partilha o que quer. Acho que Blog é uma coisa mais pessoal.
Já até pensei em fazer um, mas eu sinseramente nem sei o que escrever... rs.
bjo!!