Tuesday, January 30, 2007

Algumas muitas coisas - "Eu não sei na verdade quem eu sou"

Por que a gente é desse jeito, criando conceito pra tudo o que restou?
Pois é, mais um que se vai. Mais um abraço apertado, mais um dia de despedida, mais uma promessa de reencontro. Mais um que leva consigo algumas de minhas boas lembranças. Mais uma mala pra ajudar a fechar, mais um pedacinho do meu sonho que sai correndo pra sonhar seu próprio sonho.
A Luh não foi só um encontro. Foi um reencontro maravilhoso!!
Nunca imaginei que a encontraria por aqui! Lógico que se imaginasse a mala dela viria recheada de trakinas, coxinhas e nescau ts ts ts !Mas a verdade é que foi otimo conhece-la melhor, dar umas risadas, praticar o meu português, foi bom ter um rosto conhecido por algumas semanas.
O que eu posso dizer... - Luh muuuuito obrigada!!! Com certeza vc ajudou o sonho ser mais perfeito!! Boa viagem!! Vejo vc no Brasil, com toda certeza!!!
Meninas são bruxas e fadas
Ilona era uma lenda pra mim. A Heather minha chefe as vezes falava dela, tinha alguns vestigios de seus caixas que faltavam alguns trocados e de seu jeito "europeu" de limpar as mesas e as garrafas de café. Mas o fato é que a única coisa que sabia de Ilona era que ela era alemã, tinha uma criança de colo, trabalhava nos finais de semana e uma vez por semana de terça ou quarta, quando eu então tenho o day off. Porém imaginava uma alemã baixinha, loirinha, de olho bem claro, pele branca, gordinha já que é mãe de uma criança novinha, tímida e com um acento bem alemão. Quando aquele mulherão de pernas enormes, cabelo enrolado e curto, nariz longo, olhos verdes, pele mais escura que a minha e definitiva uma cintura menor, beeem menor que a minha a lenda virou quase um pesadelo. Ela chegou, pegou o avental e começou a "botar ordem" no local. Como uma boa alemã, perguntou com um tom de menosprezo de onde eu era, qual a cidade e o que eu fazia nas horas que não era waitress. Então que com jeitinho a lenda-pesadelo de bruxa virou quase fada. Ela me contou que veio para estudar, conheceu um canadensee, e aqui está, casadaa com uma linda criança e uma linda vida feliz. Naquele hora larguei o pano, e tive uma visão assustadoora. Me vi no lugar dela e definitivamente gelei. Voltei a ver as bruxas, esqueci as fadas.
Velhinhos são crianças nascidas faz tempo
Eu sempre falei que quero morrer cedo. Não cedo ceeeedo, mas não quero ficar idosa. Vc pode me apresentar mil versões de que essa minha idéia é maluca e eu te apresentarei mil e uma. Sempre foi assim desde pequenininha. Nunca quis, depois que minha mãe faleceu quis menos e agora trabalhando num lugar onde 95% do público é idoso quero menos ainda. A verdade é que vejo aqueles velhinhos e morro de medo da minha vida. De fazer algo errado, de tomar uma decisão que acabará com todas as minhas outras possibilidades. enfim... acho que levei muito a sério aquela coisa do "use filtro solar", sabe?! Que o Pedro Bial narra, e que fala que "algumas das pessoas mais interessantes que conheço aos 23 não tinham idéia do que queriam da vida", pois é acho que levei isso muuuuito a sério. Agora os velhinhos... os vejo, e realmente são crianças nascidas faz tempo. Sentam na mesma mesa, sempre pedem as mesmas coisas, uns adoram conversar, outros são calados, outros não escutam direito, outros reclamam de tudo, outros são pão-duuuros... cada um têm sua pequena mania, seu pequeno jeito inflexível... mas no fundo só querem um pouquinho da atenção das crianças nascidas não a tanto tempo...
Céu azul é o telhado do mundo inteiro
A lua hoje estava linda. Será que vc ai do outro lado conseguiu vê-la?
Se conseguiu espero que tenha apreciado como eu.
Estava linda, cheia bem no meio do céu. Belo telhado. E que telhado.
Por onde entrei deve haver uma saída
Acho que estou cansada de dar tchaus. E acho que o meu tempo por aqui está se encerrando.
Já ajudei a arrumar algumas malas. Se não ajudei pelo menos dei algum apoio moral sabe? E hoje bateu uma vontade louca de ir embora. Não que aqui ainda não esteja divertido. O tempo melhorou, o trabalho é na maneira do possível divertido, mas é que acho que o ciclo está se fechando. O resultado do exame já está pra sair, meus amigos já foram embora e eu sem perceber já comeceii a ver os preçoos das malas de viagem.
Sonho é uma coisa que fica dentro do meu travisseiro
Com certeza já tenho novos sonhos, mas novinhos em folha mesmo.
Alguns deles tão malucos, vai fazer papai, Pe Vandro e Ritinha balançarem a cabeça. Papai provavelmente dirá - Bom, se é o que vc quer. Pe Vandro - Minha filha de onde vc tirou isso? Mas bem agora? Têm certeza? E Ritinha - Adorei!Ou não.
Porém esses novos sonhos ainda estão de baixo do meu travisseiro. Quando os tirar de lá ou é pra realizá-los, como estou realizando um agora, ou pra deixá-los de canto e não lembrar mais deles.
E tudo fica sustentado pela fé
Os sonhos. As meninas, as bruxas e as fadas. Os velhinhos, os palhaços e eu que na verdade não sei quem sou. E que já tentei calcular o meu valor.

2 comments:

Rita de cassia said...

ei, tá demorando de colocar coisinahs novas ....
tô eperandoooooooo

bjo

Lu said...

Linda, tô morrendo de saudade também e fiquei super emocionada ao ler esse post!!! Saudades mil de vc!!!!